Denúncia de maus tratos em animais na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro

A AnimaVida encaminhou uma representação à Procuradoria Geral da República, no Rio de Janeiro, pedindo uma averiguação do que anda ocorrendo na fazenda da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro. Pelo menos um dos experimentos realizados dentro do Instituto de Zootecnia, envolvendo 15 éguas da raça manga-larga marchador, foi de extrema crueldade. Por 5 meses, durante o verão, o grupo de animais foi mantido dentro de um cercado sem nenhuma sombra. Além de ter que enfrentar, diariamente,  as altíssimas temperaturas, as éguas também foram expostas a condições de higiene péssimas e a um estresse auditivo constante pois o local onde estavam presas ficava próximo à uma rodovia federal. Apesar dos protestos dos alunos e de diversos professores, a reitoria se manteve omissa. Daí a iniciativa da AnimaVida de encaminhar o caso para o Ministério Público Federal que, por sua vez, já encaminhou o caso para a Polícia Federal.

Manifestação alunos 2 (Small)

Deixe uma resposta